quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Dúvidas Gramaticais = Chego ou Chegado?

“E o dinheiro nunca chegou aonde deveria ter chego.


A frase, dita por uma apresentadora de TV, referia-se à extinta CPMF (contribuição provisória sobre movimentação financeira), prestes a ressuscitar com o nome de CSS (contribuição social para a saúde).
O telespectador atento observou que o particípio passado do verbo “chegar” foi empregado de forma equivocada. Algo ou alguém deveria ter chegado. “Chego” é apenas a forma de primeira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo “chegar”. Assim: “Chego cedo ao trabalho todos os dias”.

A confusão é fruto da abundância que ocorre com vários verbos no particípio: entregado/ entregue, aceitado/ aceito, anexado/ anexo etc. Segundo a tradição da língua, as formas irregulares (reduzidas) empregam-se com os auxiliares “ser” e “estar” (na voz passiva), e as regulares, com os auxiliares “ter” e “haver” (tempos compostos). Assim: “Ele tinha aceitado o convite”, “O convite foi aceito por ele”. 


O verbo “chegar”, entretanto, não é abundante. Apresenta apenas uma forma de particípio: “chegado”. 

a) Eu tinha chego atrasada. (Errado)
b) Eu tinha chegado atrasada. (Certo)



2 comentários:

  1. Gostei muito, eu tinha dúvidas em relação a esse assunto. Obrigadaaaaaaaaaaa.

    ResponderExcluir

Deixe sua Mensagem!