quinta-feira, 26 de maio de 2011

Texto Narrativo - Fábula

 Texto Narrativo


A narração consiste em arranjar uma seqüência de fatos na qual os personagens se movimentam num determinado espaço à medida que o tempo passa.


O texto narrativo é baseado na ação que envolve personagens, tempo, espaço e conflito. Seus elementos são: narrador, enredo, personagens, espaço e tempo.
Dessa forma, o texto narrativo apresenta uma determinada estrutura:


Esquematizando temos:


- Apresentação;
- Complicação ou desenvolvimento;
- Clímax;
- Desfecho.


Protagonistas e Antagonistas


A narrativa é centrada num conflito vivido pelos personagens. Diante disso, a importância dos personagens na construção do texto é evidente.
Podemos dizer que existe um protagonista (personagem principal) e um antagonista (personagem que atua contra o protagonista, impedindo-o de alcançar seus objetivos). Há também os adjuvantes ou coadjuvantes, esses são personagens secundários que também exercem papéis fundamentais na história.

Narração e Narratividade


Em nosso cotidiano encontramos textos narrativos; contamos e/ou ouvimos histórias o tempo todo.
Mas os textos que não pertencem ao campo da ficção não são considerados narração, pois essas não têm como objetivo envolver o leitor pela trama, pelo conflito.
Podemos dizer que nesses relatos há narratividade, que quer dizer, o modo de ser da narração.


Os Elementos da Narrativa


Os elementos que compõem a narrativa são:

- Foco narrativo (1º e 3º pessoa);

- Personagens (protagonista, antagonista e coadjuvante);

- Narrador (narrador-personagem, narrador-observador).

- Tempo (cronológico e psicológico);

- Espaço. 

Fonte: Brasil Escola

Fábulas:



32 comentários:

  1. O principal objetivo do texto narrativo é contar algum fato. E o segundo principal objetivo é que esse fato sirva como informação, aprendizado ou entretenimento.

    ResponderExcluir
  2. Da ditadura a nova geração

    O texto que você irá ler agora trata-se de uma tecia sobre a ditadura militar, na história Bruna tem 12 anos e é neta do Geraldo, um guerrilheiro protestante da época da ditadura militar; Numa certa noite em seu quarto pronta para se deitar, desperta em Bruna a curiosidade de saber como era na época da ditadura militar, e pergunta a seu avô:

    -Vovô, o senhor já era vivo na época da ditadura militar?

    -Sim minha neta, aquele tempo era difícil, eu era jovem naquela época e participava de um movimento estudantil contra o golpe militar..
    -Como assim, movimento estudantil contra o golpe militar?
    -Nós eramos um grupo de amigos da faculdade, que no unimos em manifestações contra o poder político daquela época.
    -E como era o poder político daquela época?
    -O poder político da época era comandado por militares, sofríamos perseguição politica e repressão, pois eramos contra a ditadura e queríamos expressar nossa opinião, sermos livres; perdi alguns amigos, o Gustavo foi preso e tortura até a morte, já Juliana foi morta em confronto militar.
    -Ainda bem que não era viva naquela quela época! E quando acabou essa terrível ditadura?
    -Já esta tarde mocinha, vá dormir que amanhã respondo mais perguntas á você, boa noite!
    Assim Bruna vai se deitar com a certeza de ter aprendido algo naquela noite, algo em que se interessasse, e após 20 anos daquela noite Bruna se forma em história, pós-graduada em história do Brasil, e toda orgulhosa ela abraça seu avô, ainda vivo, e o-agradece por despertar naquela noite a curiosidade da História que em sua vida fez toda a diferença.




    João Guilherme M. Diniz

    9° C

    ResponderExcluir
  3. A alegria de estar com a nossa família!


    Um churrasqueiro que já participou de muitos eventos, seu nome era Pablo, ele é um homem velho com o rosto marcado pelo tempo que passou, por ser churrasqueiro pensam que ele é gordo pois é, quem pensou nessa possibilidade acertou,e no churrasco onde ele iria é uma chácara nesse local é bem grande e com bastante arvores que deixavam o ambiente elegante e gostoso de sair para se divertir ou trabalhar e ele gostou de ter sido chamado para participar de mais um trabalho.

    Em um churrasco qualquer de uma família simples que ele conhecia, chegando no local era uma chacará bem distante da cidade mais de horas para chegar até a cidade, Pablo pensou que tinha deixado suas ferramenta de trabalho no carro mas ele tinha esquecido, ele conversou com o amigo dele que tava organizando o churrasco, sobre o que avia acontecido, so que uns parente do Pablo tambem estava convidado para o churrasco e ele ligou para eles passar na casa da mãe para pegar as ferramentasm dele, quando os parentes dele chegou na casa da mãe dele não tinha ninguem na casa, Pablo se desesperou pois levaria muito tempo para ele ir até a casa dele para pegar as coisas dele, e todos estavam preocupado por que os convidados já estavam para chegar. Já estava na hora os convidados chegando a surpresa que Pablo teve era que o churrasco era para ele a mãe dele que tinha pegado as ferramentas dele, Pablo se emocionou e muito pois ele tinha esquecido que era o dia de seu aniversário e ele ficou muito feliz por akele dia.

    Dia após dia ele se recordava daquele dia pois tinha sido o trabalho que ele mais teve prazer de assar a carne e tambem um dia que ele reuniu com amigos e parentes mais distantes do que os amigos que ele convivia.



    Autor: Michel da Silva Santos Nº:32 9º C

    ResponderExcluir
  4. João Vitor Ribeiro Arruda Aranda30 de maio de 2011 22:09

    O Gato e o Rato



    Era uma vez um gato muito rico que só pensava em si mesmo, e um ratinho muito pobre que gostava muito de ajudar seus amigos.
    Um dia os dois se encontraram e o gato quis comer o rato,o pobre ratinho pediu para que o gato não o comesse.
    Vendo que o rato era pobre e insignificante deixou ele ir embora.
    Certo dia o gato estava dando um de seus passeios diários quando a carrocinha o avistou e começou a planejar um jeito de pega-lo vendo isso o ratinho apareceu e disse ao gato fuja se esconda olhe ali atras uma carrocinha e eu ouvi eles dizendo que queriam pegar você vendo que o rato o ajudara falando a verdade ele se escondeu.
    Depois de certo tempo o gato encontrou o rato e o chamou para conversar, em meio a tanta conversa os dois acabaram virando amigos e o gato chamou o pobre ratinho para morar na sua linda mansão

    Moral: Quem ajuda sempre é ajudado.

    By: João Vitor Ribeiro Arruda Aranda.

    ResponderExcluir
  5. A Formiga

    Há certo tempo atrás, uma formiga jovem, que se encontrava em um pequeno formigueiro, em um quintal de uma casa, onde morava um velhinho humilde e muito humorístico, tomou uma atitude:
    - Vou reformar este formigueiro!
    Ela então, após ter tomado está atitude, começou sozinha a reformar o formigueiro, pois suas amigas já cansadas pela idade não ajudaram ela.
    Irei reconstruir nossa casa – disse ela para as outras formigas.
    Após muito tempo, esta determinada formiga consegui-o cumprir o que tinha prometido.
    E está foi uma grande lição para todas as formigas que habilitavam não só naquele formigueiro mas nos outros também, pois aprenderam que sempre que tomarmos uma atitude temos que ir até o final

    Moral: Seja determinado em tudo que fizer

    Autor: Alexandre Coradini Ribeiro

    ResponderExcluir
  6. Diovani Caetano França De Deus30 de maio de 2011 22:27

    O GATO E O RATO

    Certo dia estava o gato chamado de Rodolfo, ele estava muito faminto decidiu fazer uma boquinha.
    Quando de repente ele avistou um rato correndo pela sala, ele muito esperto que era decidiu enganar o rato pois não iria conseguir alcançar ele.
    Ele falo:
    Oi, meu caro amigo!
    O rato meio que confuso, ficou calado.
    Não precisa ter medo não meu amigo, estou em missão de paz e amor. - Diz o Gato.
    Mas segundo a minha sabedoria, o cachorro não gosta do gato e o gato não gosta do rato, e porque você ta querendo pucha conversa comigo? - Diz o rato.
    Eu Sei, mas só que eu sou um gato diferente eu não quero briga, só quero amizade, achei você um gato simpático e muito inteligente. - Diz o Gato.
    Tudo Bem, então vou chama meu amigo Ruffos. - Diz o Rato.
    Quem é Ruffos? Diz o Gato.
    Ruffos é meu Amigo Cachorro. I ele também é muito legal, assim como você também é. - Diz o Rato.


    Final 1: O gato muito apavorado decidiu, atacar uma faca para cima para pode cair em cima do rato, mas por azar dele a faca caiu em cima de sua própria cabeça, o matando instantaneamente.


    Outra parte:

    Final 2: O gato muito apavorado decidiu correr até alcança o rato para poder come-lo, o rato correu até chegar perto de seu amigo Ruffos, seu amigo Ruffos, vendo aquilo, pego o Gato i bateu nele até cai todos os pelos de seu corpo. Depois Dessa Surra o Gato Nunca mais vai querer matar Rato.

    Moral 1: TUDO QUE SOBE DESCE!
    MOral 2: Apressado come CRU e QUENTE.

    ResponderExcluir
  7. Regina Soares Machado30 de maio de 2011 22:31

    o cão e o melhor amigo
    Um homem estranho veio a noite tentar entrar na numa casa . Trouxe com ele muitos pedaços de carne e uma cachorrinha muito linda com ele, mais sò que o cachorro era muito feroz vigiava de noite a casa. A carne ea cachorra era pra destrair o cão, o homem deu as carnes :
    o cão disse: voce tá querendo me comprar com uns pedaços de carne nunca por que eu sou fiel. Sei que por tràs de tudo isso vc quer algum, vc deve ta querendo alguma coisa....
    mas o homem insistiu muito e mostrou a cachorrinha ai o cão se a Paixonou.

    Moral da historia:

    gentilezas inesperadas é a principal caracteristica de alguèm com más, ou segundas intenções..........

    Regina Sores Machado

    ResponderExcluir
  8. vinicius meireles 1° i30 de maio de 2011 22:34

    A lebre e a tartaruga
    A lebre vivia dizendo que era a mais rápida do que todos os animais. Teve um dia em que ela encontrou uma tartaruga.
    – Eu tenho certeza que, se nós apostarmos uma corrida, eu serei a vencedora – provocou a tartaruga.
    A lebre começou a dar risadas. – Uma corrida? Eu e você? Essa é fácil!
    – Por acaso você tem medo de perder de mim? – perguntou a tartaruga. – É mais fácil um boto sair voando, do que eu perder uma corrida para você – falou a lebre.
    No outro dia o jacaré foi escolhido para ser a juiz da corrida. Só deu tempo para o sinal da largada para a lebre sair na frente com toda velocidade. A tartaruga não se desanimou e continuou na prova. A lebre estava tão confiante da vitória ela teve que dormir um pouco.
    Se aquela perdedora me ultrapassar, é só dar uma acelerada que eu alcanço ela– disse a lebre.
    A lebre dormiu de mais que não vi-o quando a tartaruga passou, em sua caminhada lenta e constante, passou. Quando ela acordou, continuou a correr pensando que sairia vencedora. Mas, para seu espanto, a tartaruga, que não parará um só minuto, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar.
    Desse dia em diante, a lebre virou um alvo do bulling da bicharada toda. Quando ela dizia que era o animal mais veloz da floresta, todos pensavam de uma certa tartaruga...

    Moral: Quem caminha de vagar e com perseverança sempre ira chegar na frente de tudo.

    ResponderExcluir
  9. O cachorro e o gato

    Um certo dia o cachorro mimado de uma casa estava dormindo bem
    tranquilo em sua casinha.
    Mais tarde um gatinho caiu do muro e machucou sua pata.
    O cachorro quando viu o gato caído saiu em disparada para pegá-lo.
    O gato ficou desesperado,quando o cachorro chegou,olhou para o gato,dando risadas e falou :
    - Olha só,você,um gato inútil,veja como é frágil,está caído ai no chão,prestes a ser massacrado por mim,um cachorro forte e grande !
    Enquanto o cachorro falava,o gato conseguiu escapar pelas costas dele.
    Em outro dia o dono da casa estava muito pobre,e teve que doar o cachorro para o canil.
    O gato por acaso passou pela janela da cela do cachorro,feliz da vida,e disse :
    - Olha só ! Você um cachorro preso,indefeso sem dono,sem liberdade,com fome e sozinho ! Acho que eu não queria estar na sua pele meu amigo !

    Moral da história : Não passe por cima das pessoas que você acha que são inferiores a você.

    Autor: Fabio Marcelo .

    ResponderExcluir
  10. Matheus dos Reis Conrado30 de maio de 2011 22:43

    O ATAQUE SURPRESA

    Em uma bela fazenda do interior do estado do rio grande do sul vivam muitos animais
    mas mesmo ele vivendo no mesmo lugar os animas eram divididos em vários grupos, esses eram dividido em de popularidades os mais populares eram os principais grupos
    mas os mais fortes erram os procurados pela fêmeas da fazenda isso causava um grande inveja em todos os outro bichos das fazendas como no cachorro no gato no rato e as baratas da fazenda.
    E todos esses animais que tinham inveja dos outros se sentiam muitos excluídos mas estavam planejando uma grande reação para o próximo final de semana eles queriam tomar o poder da fazenda e se tornarem os donos da área mas ele sabiam que teriam que passar por um sufoco muito grande já que eles teriam que enfrentar um grande desafio já que teriam que passar por cimas dos animais mas temido de toda a fazendo que era o cavalo os mais rápido de toda a fazenda, o touro o mais valente e forte, o bode que era o mais evocado de toda a fazenda, por isso eles estavam com muito medo mas eles tinham um dos melhoras do lado deles que era o cachorro o mias esperto de toda a fazenda e por isso ele tava elaborando um grande plano de ataque.
    Esse plano era infalível e por isso estava muito confiante pois era o mais esperto e achava que os outros eram muitos burros pra prever um ataque deles mas eles não contavam que desde de quando o eles se tornaram os mais fortes ele já tinham um plano de defesa contra um ataque dos mais fracos e esse plano era melhor do que o do cachorro.
    Quando chegou a noite o cachorro e seus amigos foram ao ataque mas quando estavam chegando perto do local em que os outros estavam dormindo foram surpreendido pelo bode que estava de plantão quando o bode viu eles se aproximando deu um grito que acordou todos os outro que vieram para cima do cachorro e seus amigos que ficaram sem saber o que fazer. Eles foram obrigados a sair da fazenda se não eles iriam se dar muito mal com eles, então eles foram embora da fazenda com a cabeça baixo por terem sido enganados pelos animais mais burro da fazendo.

    “POR MELHOR QUE VOCÊ SEJA NUNCA DUVIDE DO PONTENCIAL DOS OUTROS”

    MATHEUS DOS REIS CONRADO 1°I

    ResponderExcluir
  11. douglas ferreira verão 1°i30 de maio de 2011 22:45

    o corinthiano burro

    em um péssimo dia um energumeno resolvel criar um clube de futebol até ai tudo bem só com a falta de verba para o salario dos jogadores ele resolveu ir até uma fazenda epegar alguns animais como jogadores no seu primeiro jogo como profissional o corinthians jogou contra um time chamado sete de setembro de uma cidade chamada dourados la no estado do mato grosso do sul como o corinthians não a cento e um anos atras não possuia estadio próprio(obs: ja c passaram 102 anos e o corinthians ainda não possui)foram jogar no estadio do sete de setembro na cidade de dourados,chegando -la o publico pagante era de 32 pessoas sendo nisso 30 torcedores do sete de setembro e só 2 torcedoresdo corinthians sendo eles presidiarios liberados para o evento, começou o primeiro tempo e logo de cara o corinthians levou dois gols duas falhas da zaga comosempre não vou contar mais detalhes porque o jogo foi um lixo como sempre.........


    fim






    o corinthiano burro

    em um péssimo dia um energumeno resolvel criar um clube de futebol até ai tudo bem só com a falta de verba para o salario dos jogadores ele resolveu ir até uma fazenda epegar alguns animais como jogadores no seu primeiro jogo como profissional o corinthians jogou contra um time chamado sete de setembro de uma cidade chamada dourados la no estado do mato grosso do sul como o corinthians não a cento e um anos atras não possuia estadio próprio(obs: ja c passaram 102 anos e o corinthians ainda não possui)foram jogar no estadio do sete de setembro na cidade de dourados,chegando -la o publico pagante era de 32 pessoas sendo nisso 30 torcedores do sete de setembro e só 2 torcedoresdo corinthians sendo eles presidiarios liberados para o evento, começou o primeiro tempo e logo de cara o corinthians levou dois gols duas falhas da zaga comosempre não vou contar mais detalhes porque o jogo foi um lixo como sempre.......

    fim






    o corinthiano burro

    em um péssimo dia um energumeno resolvel criar um clube de futebol até ai tudo bem só com a falta de verba para o salario dos jogadores ele resolveu ir até uma fazenda epegar alguns animais como jogadores no seu primeiro jogo como profissional o corinthians jogou contra um time chamado sete de setembro de uma cidade chamada dourados la no estado do mato grosso do sul como o corinthians não a cento e um anos atras não possuia estadio próprio(obs: ja c passaram 102 anos e o corinthians ainda não possui)foram jogar no estadio do sete de setembro na cidade de dourados,chegando -la o publico pagante era de 32 pessoas sendo nisso 30 torcedores do sete de setembro e só 2 torcedoresdo corinthians sendo eles presidiarios liberados para o evento, começou o primeiro tempo e logo de cara o corinthians levou dois gols duas falhas da zaga comosempre não vou contar mais detalhes porque o jogo foi um lixo como sempre.........


    fim

    ResponderExcluir
  12. Einy Genoatto Vanzin31 de maio de 2011 20:52

    A onça e a Raposa

    Num lindo dia de sol na floresta os animais viviam sossegados todos felizes porque tinham tudo lá para eles viverem bem .Mas havia um animal que não estava contente com sua sorte ,era a dona onça que a dias não conseguia comer direito mas como ela não era baba bolou um jeito de arranjar comida sem precisar fazer esforços, ela fingia que estava doente para os animais virem a sua caverna para lhe ver, saber se ela estava se sentindo melhor, mas quando eles entravam não saiam mais de lá depois de um tempo os animais pararam de ir até a caverna da onça.
    Num certo dia a onça não aguentava mais de fome fazia de tudo para os animais entrarem na sua caverna mais não dava certo até que um dia uma raposa estava passando pela caverna da onça quando a viu muito mal ela então se aproximou e perguntou se a onça se sentia bem ela mentindo dizia que não e pedia para a raposa entrar na sua caverna para vela mas a raposa havia escutado os comentários de que muitos animais iam ver a onça e não saim mais, ela então falou para a onça:
    _ Sabe dona onça eu sei que a senhora não está doente e sei que a senhora anda comendo animais que vem ver como você está, a senhora devia ter vergonha de abusar da generosidade dos animais dona onça.
    A onça ficou pensando naquilo que a raposa havia lhe falado,depois de um tempo a onça ficou muito doente e desa fez era verdade mais os animais desa vez não acreditaram na dona onça, ela então lembrou do que a raposa havia lhe falado e ficou arrependida mas já era tarde,ela então acabou morrendo de fome.

    Moral da história: Pense no próximo e não em si mesmo o tempo todo.

    Einy Genoatto Vanzin 9ºC
    Nº 44

    ResponderExcluir
  13. Einy Genoatto Vanzin31 de maio de 2011 20:53

    A onça e a Raposa

    Num lindo dia de sol na floresta os animais viviam sossegados todos felizes porque tinham tudo lá para eles viverem bem .Mas havia um animal que não estava contente com sua sorte ,era a dona onça que a dias não conseguia comer direito mas como ela não era baba bolou um jeito de arranjar comida sem precisar fazer esforços, ela fingia que estava doente para os animais virem a sua caverna para lhe ver, saber se ela estava se sentindo melhor, mas quando eles entravam não saiam mais de lá depois de um tempo os animais pararam de ir até a caverna da onça.
    Num certo dia a onça não aguentava mais de fome fazia de tudo para os animais entrarem na sua caverna mais não dava certo até que um dia uma raposa estava passando pela caverna da onça quando a viu muito mal ela então se aproximou e perguntou se a onça se sentia bem ela mentindo dizia que não e pedia para a raposa entrar na sua caverna para vela mas a raposa havia escutado os comentários de que muitos animais iam ver a onça e não saim mais, ela então falou para a onça:
    _ Sabe dona onça eu sei que a senhora não está doente e sei que a senhora anda comendo animais que vem ver como você está, a senhora devia ter vergonha de abusar da generosidade dos animais dona onça.
    A onça ficou pensando naquilo que a raposa havia lhe falado,depois de um tempo a onça ficou muito doente e desa fez era verdade mais os animais desa vez não acreditaram na dona onça, ela então lembrou do que a raposa havia lhe falado e ficou arrependida mas já era tarde,ela então acabou morrendo de fome.

    Moral da história: Pense no próximo e não em si mesmo o tempo todo.

    Einy Genoatto Vanzin 9ºC
    Nº 44
    Professora: Graciele

    ResponderExcluir
  14. João Guilherme M. Diniz31 de maio de 2011 20:55

    O Tigre e o Cervo

    Uma cervo muito jovem, que nunca tinha visto um tigre, estava andando pela floresta e deu de cara com um tigre. Ela não precisou olhar muito para sair correndo desesperado na direção do primeiro esconderijo que encontrou. Quando viu o tigre pela segunda vez, o cervo ficou atrás de uma árvore a fim de poder olhar para ele antes de fugir. Mas na terceira vez o cervo foi direto até o tigre e começou a dar tapinhas nas costas dele, dizendo:

    -E ae tigrão, beleza?
    -E ae veado, beleza! (responde o trigre seriamente com a vóz marcante que logo após libera um leve sorriso).

    Moral: Da familiaridade nasce o abuso.

    ResponderExcluir
  15. renanmaretti@hotmail.com31 de maio de 2011 21:01

    A lebre e a Tartaruga

    Certo dia, a lebre desafiou a tartaruga para uma corrida, falo que era mais rápida e que a tartaruga nunca ia vencer ela. A tartaruga começou a treinar enquanto a lebre ficava olhando a tartaruga .
    Chegou o dia da corrida. A lebre e a tartaruga foi para seus lugares e, após o sinal, saíram correndo. A tartaruga estava a correndo o mais rapido que conseguia, mas foi ultrapassada pela lebre que,já estava bem longe e resolveu dormir um pouco .
    Enquanto a lebre dormia, não se dava conta que a tartaruga ia se chegando cada vez mais rapido da linha de chegada. Quando acordou, a lebre viu que a tartaruga estava muito perto da linha de chegada. Assim, a lebre começou a correr o mais rapido que pode, tentando, a todo o custo passar a tartaruga .Mas não conseguiu e todos foram festejar com a tartaruga.


    Aluno:Renan Maretti Zorzi 9° C

    ResponderExcluir
  16. Brenda Salviano 9°C31 de maio de 2011 21:01

    O cavalo e o cabrito
    Em uma cidade vivia dois amigos, um cavalo e um cabrito .O cavalo “que não é burro” foi sempre muito estudioso. Já o cabrito “que se achava o tal” não queria saber de estudar .O cabrito zombava do cavalo dizendo:
    – Oh teu! Você é burro hem cavalo! Fica perdendo tempo com essa besteira de estudos. Eu vou é aproveitar a vida!O cabrito então matava aulas, saía correr rua e se divertir .O cavalo nem ligava pra zombaria do cabrito e continuava, estudando... estudando... estudando.
    Hoje já adulto, o cavalo é gerente de um banco e leva uma vida folgada. O cabrito pelo contrário, sem estudo está sem trabalho, não consegue emprego e está vivendo com dificuldades.

    Moral da história .O SUCESSO VEM ATRAVÉS DO ESTUDO.
    -Aluna Brenda Salviano

    ResponderExcluir
  17. SERES DESUNIDOS SEMPRE SERÃO VENCIDOS



    Uma vez os ratos, que viviam com medo de um gato, resolveram fazer uma reunião para encontrar um jeito de acabar com aquele eterno transtorno. Muitos planos foram discutidos e abandonados. No fim, um rato jovem levantou-se e deu uma idéia de pendurar uma sineta no pescoço do gato; assim, sempre que o gato chegasse perto eles ouviriam a sineta e poderiam fugir correndo. Todo mundo bateu palmas: o problema estava resolvido. Vendo aquilo, um rato velho tinha ficado o tempo todo calado levantou-se de seu canto. O rato falou que o plano era muito inteligente, que com toda a certeza as preocupações deles tinham chegado ao fim. Só faltava uma coisa: quem iria pendurar a sineta no pescoço do gato?

    Assim a discussão só aumentou mais ainda, muitos ratos desistiram da idéia, pois ninguém queria se arriscar em ir até o gato e pendurar a sineta, eles nem se quer tinham pensado em um trabalho de equipe.

    Acabou que nenhum rato chegou a uma idéia, pois nenhum deles pensava em equipe, e quando as pessoas ou animais não trabalham em equipe quase nada da certo, com isso o gato continuava com o terror entre os ratos, pois um rato não vence um gato, mas vários ratos unidos vencem milhares de barreiras.





    MORAL: A união é importante, quando estamos unidos somos mais fortes e podemos vencer de tudo, mas poucas pessoas conhecem a força da união e elas na maioria das vezes não se dão tão bem quanto as pessoas que são unidas, por isso sempre devemos estar unidos para o que der e vier.



    ALUNOS: Allan, Marcelo; Diones.

    N°: 1,9, 31

    ResponderExcluir
  18. Os três cachorrinhos
    Os três cachorrinhos eram três irmão muitos louquinho por aventura,mas Rafael um deles era branco com a neve, por sua cor ele nuca brincava com seus irmãos.
    Lucas e Luis sempre brincando pela ruas acharam um um galpão , que começaram a ir todos os dias para brincar, Rafael sempre querendo saber o que seus irmãos faziam.Pos no outro dia Rafael saiu logo depois de seus irmão pra ver na onde eles iam, Rafael se perdeu de seus irmão e si meteu em uma em rascada , ele sem saber a onde ir Rafael saiu rápido de la correndo tentando achar seus irmão ,pois logo depois ele encentro eles e pediu que leva ele pra casa que nuca mas ia sair escandido e pra ver na onde eles iam.
    Rafael junior 9ºc nº 34

    ResponderExcluir
  19. A minhoca e a galinha


    A galinha Rosa ciscava bastante no quintal e ela gostava bastante de incomodar a minhoca que vivia no quintal onde ela ciscava e o dono do rancho ele era pescador e não gostava de deixar a galinha solta, por que ela come todas as minhocas que ela vê por esses e outros motivos que a galinha ficava presa durante a tarde, a galinha perseguiu a minhoca em uma manha mas a minhoca conseguiu escapar no dia seguinte,foi a mesma coisa e a minhoca estava cansada de ter que ficar fugindo da galinha e ela organizou uma reunião com outras minhocas e resolverão dar um jeito de fazer a galinha parar com isso e reunirão um maior numero de minhocas para conseguir com que a galinha parasse de incomodar não só a minhoca mais sim todas as minhocas e elas começaram a se sacrificar para engordar a galinha a galinha ficou gigante e cada vez mais gorda ate que um dia o do no do rancho pegou a galinha e resolveu a assar ela e em fim a paz chegou ao terreno.


    MORAL: Quem persegue os outros acaba sendo perseguido


    ALUNO:Michel da silva santos 9° C

    ResponderExcluir
  20. jacson.alencastro@hotmail.com31 de maio de 2011 21:06

    Os burros e a corda
    Um fazendeiro tinha dois burros. Para que não fugissem, resolveu amara-los em uma só corda, cada um em uma ponta da corda. Depois de algum tempo, os dois começaram a sentir fome. A comida estava perto. Grandes montes de comida estavam ao alcance de sua visão. Os dois tentaram chegar até eles. A corda era muito curta e, puxando cada qual para o seu lado, nenhum dos dois conseguia alcançar o seu monte de feno. Então entenderão que o melhor era sentar e dialogar. Talvez juntos conseguissem encontrar uma solução.
    Assim o fizeram. Durante um bom tempo, estiveram a dar discutir ao assunto, sem conseguir encontrar um jeito de chegar ao feno. Por fim, disse um deles:
    - Vamos ver! Nós dois estamos com fome. A corda que está nos segurando é muito curta e não podemos ir cada um para o seu lado. Por que nós não vamos para um só monte de feno? Assim, nós podemos comer um e depois o outro. Dessa forma,podemos comer os dois montes de feno
    Boa ideia! falou seu companheiro.
    E assim os dois burros conseguiram matar sua fome

    MORAL:Mostraram, dessa forma, que os burros não são tão burros só pelo nome

    Aluno:Jacson Alencastro Andrade Série: 9°C

    ResponderExcluir
  21. gleiziely_silva@hotmail.com31 de maio de 2011 21:08

    Amigo de Verdade

    Certo dia,em uma fazenda onde moravam os gatos Leopoldo e Nicoláu. Eles se davam muito bem, sempre ficavam juntos, brincavam, se ajudavam uns aos outros, até que certo dia eles resolveram ir até a cidade com o sr. Elizeu.
    Chegando la eles ficaram na carroça enquanto Elizeu foi ao mercado, até que resolveram dar uma voltinha até ele voltar, mais isso não foi uma boa ideia pois quando Leopoldo desceu da carroça, uma moto o atropelou. Nicoláu inconformado com aquilo, desceu rapidamente da carroça e tentou slavar seu amigo.
    Ele subiu encima, mexia na barriga de Leopoldo, mas ele não reagia. E assim as pessoas que passavam pela rua, ficavam olhando aquela cena triste, mas muito linda, onde um amigo tenta salvar a vida do outro de todas as formas. Mais Nicoláu não consegue e fica la , ao lado do animal morto.
    Muitas pessoas que passavam pelo local, tiraram um exemplo daquilo tudo, pois Nicoláu tentou, até o último momento para ressucitar seu amigo.

    Moral da História : um amigo de verdade nunca te abandonará, ele ficará com voce até o final.

    ResponderExcluir
  22. bRenda Salviano 9°C31 de maio de 2011 21:08

    Desafiando gigante

    Jhon um grande jogador de futebol Americano,seu time esta escalado na final do torneio estadual dos melhores do ano. Willian o treinador de time de Jhon marca um treino puxado para o time e Jhon com uma contusão ainda não cicatrizada ,no treino começa a sentir dores e fala para o seu amigo Mayck:

    - Brother meu joelho está doendo muito![Mayck responde]

    - Mas o jogo é amanha Jhon ,e agora?[Jhon responde]
    Brother não sei se vou consegui jogar amanha.[Mayck diz:]
    Jhon não fala isso nem brincando,pois você é o único chutador do time,Jhon Brother essa é nossa única chance de vencer os Gigantes e ganhar a bolsa de estudo da faculdade de Boston.
    *

    Jhon abaixo a cabeça e escultou Willian seu treinador gritar
    *

    jhon venha cá,tenho q fala com você !

    Jhon sai do campo mancando até Willian ,seu treinado !

    -Jhon porque esta mancando?pergunta Willian.

    -Olha treinador é meu joelho esta doendo!

    Willian sabendo que Jhon é o melhor Ala e o único jogador capaz de incentivar o time a ganhar,leva-los a vitória. [Willian diz]

    -Jhon vá pra casa chega de treino por hoje ,ponha gelo nesse seu joelho e descanse!Ta bem ?

    Mayck atento no que o treinador falou para Jhon Diz:

    ­ -Brother pra casa e descansa para manha no jogo vencermos.

    Jhon sai do campo com a cabeça baixa preocupado com seu joelho. Chegando em casa fez oque seu treinador lhe desse,por gelo e descansar .E no dia seguinte Jhon amanheceu com seu joelho doendo ,faltando uma hora para o começo do jogo Mayck liga pra Jhon.

    -Jhon ,Jhon Alo![Jhon responde]

    -sim quem é?

    -O Brother é o Mayck,e ai com esta?

    Jhon permanece em silencio e Mayck diz:

    -Ai caramba estamos ferrado,não melhoro sue joelho?[Jhon responde]

    -É Brother ,hoje não da pra mim vai la joga e arrebenta falo!

    -ta bem Jhon,abraço..tchau

    Mayck preocupado com seu amigo e com medo do jogo,chegando na vestiário,chama seu treinador no canto para conversar

    -Treinado Jhon não vai comparece no jogo hoje .

    -Como assim Mayck,como ele não vai vim?

    -Treinado o joelho dele amanheceu pioro .O arbitro apita indicando para os times ir pró campo pois o jogo vai começa. Com todos no campo o jogo começa,como temia Willian seu time começo perdendo,Gigantes avença 50 xardas.

    E assim o jogo complica para os Águias pois para consegui vence o jogo ou aproxima o placar a única chance seria com Jhon e seu chute,Mayck determinado em entrega o jogo para o adversário,avista la de longe saindo de traz da arquibancada,surge Jhon que entra no campo e fala para seu treinado:

    -Treinado Willian posso tentar,sei que sou capaz eu consigo.

    Sem deixa o treinador responde Jhon entra em campo ainda mancando e chama seu time.

    -Gente vamos ganhar,pode confiar.

    E assim Jhon se prepara para chutar,da 3 passo pra traz e sai correndo para o tao esperado chute ,a arquibancada se levanta e vibra pois Jhon consegue avança 80 chardas,chance assim pra os Águias vencer.

    Willian pede tempo e reuni seu time e diz:

    - Estão prontos para vencer?pois ainda falta 2 minutos para o fim do jogo.

    Os times voltam para o campo,Gigantes avança mais 2 chardas indo assim para 70 chardas complicando tempo para pois Jhon decide entrar em campo mais uma vez para tentar leva o time a vitória decide fazer uma nova estrategia de jogo[Jhon chama Mayck:]

    - Mayck manda a bola pra mim e corre para o campo dos Gigantes e se prepara ,para receber a bola ta bom?

    O arbitro apita reiniciando o jogo de novo,o tempo corre,Mayck lança a bola para Jhon que cruza,para receber o lance correndo entre os Gigantes com a bola embaixo do braço faltando 30segundos para acabar o jogo,e os Águias marcam. A arquibancada se levanta e vai a loucura Willian não acreditava que seu time era pela primeira vez campeão estadual ficando assim uma grande nota no jornal[Depois de tanto tempo os Gigantes entrega seu posto de campeão estadual para o Águias].

    ResponderExcluir
  23. Nem sempre a vingança é a melhor forma de se sentir bem recompensado

    numa moite muito chova estava á vendo uma festa na floresta que tinha sido organizada pela coruja todos os animais tinha sido convidados á cutia, a elefanta , os morcegos e todos os demais
    Estavam todos se divertindo menos um animal á raposa ela estava morrendo de raiva por ser a única há não estar la na festa dizia todo tempo
    - Esse animais acham que poder fazer isso com migo Ra! Ra! Ra! Isso não vai ficar a sim eles vão ver vou me vingar
    No dia seguinte todos comentando sobre a festa o que deixava a raposa com mais raiva ainda então teve uma ideia de tirar dos animais as coisas mais preciosa que eles tinhão então entrou na casa da elefanta e pegou seu urso de pelúcia que tinha ganhado de sua mãe ela fico arrasada pois achou que tinha perdido o bem mais precioso que ela tinha, mais não satisfeita a raposa ataca de novo e resolve pegar o radio da cutia ela fico furiosa pois adorava aquele radio, ela adorava ouvir musica enquanto cozinhava, mais a raposa não tava nem ai continuou com seu plano e então ela pegou a maquina fotográfica dos morcegos eles ficaram irados pois tinha muitas fotos de sua falecida mãe
    Então eles decidiram fazer uma reuniam com todos os animais.
    Na reuniam todos falando juntos au mesmo tempo rei leão com um só rugido calou todos outro então quando todos reclamavam a raposa ria mais então por um minuto ela se senti-o mal pois só por não ser convidada a festa não era motivo de fazer essas crueldades então decidi-o confessar e devolver tudo. Começou a falar, todos os outros ficaram com raiva mais depois dela falar o por que sentiram pena dela e a perdoou então com todo os pedidos de desculpa e chororó ele decidirão fazer uma festa em agradecimento para a raposa todos dançaram, comerão a vontade no outro dia a raposa resolveu fazer uma faxina e encontrou seu convite debaixo do tapete. Mais como tudo tava resolvido não era necessário uma nova discussão então ela jogou fora o convite e niguem ficou sabendo disso ficou tudo bem e nada de discussão.

    Aluna: Carina Villalva
    Professora: Graciele
    Ano: 9°C

    ResponderExcluir
  24. A cigarra e as formigas

    Num belo dia de inverno as formigas estavam tendo o maior trabalho para secar suas reservas de trigo. Depois de uma chuvarada, os grãos tinham ficado completamente molhados. De repente aparece uma cigarra:

    -Por favor, formiguinhas, me dêem um pouco de trigo! Estou com uma fome danada, acho que vou morrer.

    As formigas pararam de trabalhar, coisa que era contra os princípios delas, e perguntaram:

    -Mas por quê? O que você fez durante o verão? Por acaso não se lembrou de guardar comida para o inverno?

    -Para falar a verdade, não tive tempo, respondeu a cigarra. Passei o verão cantando!

    -Bom... Se você passou o verão cantando, que tal passar o inverno dançando, disseram as formigas, e voltaram para o trabalho dando risada.

    Moral: Os preguiçosos colhem o que merecem

    Fernando de Oliveira Fernandes nº15 9ºc

    ResponderExcluir
  25. A cigarra e as formigas

    Num belo dia de inverno as formigas estavam tendo o maior trabalho para secar suas reservas de trigo. Depois de uma chuvarada, os grãos tinham ficado completamente molhados. De repente aparece uma cigarra:

    -Por favor, formiguinhas, me dêem um pouco de trigo! Estou com uma fome danada, acho que vou morrer.

    As formigas pararam de trabalhar, coisa que era contra os princípios delas, e perguntaram:

    -Mas por quê? O que você fez durante o verão? Por acaso não se lembrou de guardar comida para o inverno?

    -Para falar a verdade, não tive tempo, respondeu a cigarra. Passei o verão cantando!

    -Bom... Se você passou o verão cantando, que tal passar o inverno dançando, disseram as formigas, e voltaram para o trabalho dando risada.

    Moral: Os preguiçosos colhem o que merecem

    Fernando de Oliveira Fernandes nº15 9ºc

    ResponderExcluir
  26. A cigarra e as formigas

    Num belo dia de inverno as formigas estavam tendo o maior trabalho para secar suas reservas de trigo. Depois de uma chuvarada, os grãos tinham ficado completamente molhados. De repente aparece uma cigarra:

    -Por favor, formiguinhas, me dêem um pouco de trigo! Estou com uma fome danada, acho que vou morrer.

    As formigas pararam de trabalhar, coisa que era contra os princípios delas, e perguntaram:

    -Mas por quê? O que você fez durante o verão? Por acaso não se lembrou de guardar comida para o inverno?

    -Para falar a verdade, não tive tempo, respondeu a cigarra. Passei o verão cantando!

    -Bom... Se você passou o verão cantando, que tal passar o inverno dançando, disseram as formigas, e voltaram para o trabalho dando risada.

    Moral: Os preguiçosos colhem o que merecem

    Fernando de Oliveira Fernandes nº15 9ºc

    ResponderExcluir
  27. ESCOLA: ESTADUAL FLORIANO VIEGAS MACHADO

    ALUNO: TIAGO FERREIRA DA ROCHA

    SERIE: 9ºC NOTURNO

    PROFESSORA: GRACIELE

    MATÉRIA : LÍNGUA PORTUGUESA











    A Raposa e o Macaco






    Numa grande reunião, entre todos os animais, que foi organizada para eleger um novo líder, foi solicitado que o Macaco fizesse sua apresentação. Ele se saiu tão bem com suas cambalhotas, caretas e palhaçadas , que os animais ali presentes ficaram alegres. entusiasmados, daquele dia em diante, resolveram o eleger como seu novo rei.
    A Raposa, que não queria votar no Macaco, estava aborrecida com os outros animais, por terem eleito um líder, muito desqualificado . Um dia, caminhando pela floresta, ela encontrou uma armadilha com um pedaço de carne. A raposa correu até o Rei Macaco e lhe disse que encontrou um belo tesouro, e que não podia tocar porque pertencia a sua majestade, que seria o Macaco.
    O Macaco , todo vaidoso com sua importância, de olho na presa sem pensar duas vezes, seguiu a Raposa até a armadilha. E tão logo viu o pedaço de carne preso a ela, estendeu o braço para pegá-lo, e assim acabou ficando preso. A Raposa, ao lado, deu uma gargalhada.
    "Você pretende ser um Rei," disse a raposa: , "mas é inútil !! você não consegue cuidar nem de você mesmo"
    Logo, que passou aquela cena , foi feita ,uma nova eleição que foi realizada entre todos os animais, para decidir a escolha de um novo líder .



    Moral da História:
    “O verdadeiro líder é aquele que consegue provar para si mesmo suas boas qualidades ,e para os que te enxergam de uma maneira positiva .”

    ResponderExcluir
  28. ESCOLA: ESTADUAL FLORIANO VIEGAS MACHADO

    ALUNO: TIAGO FERREIRA DA ROCHA

    SERIE: 9ºC NOTURNO

    PROFESSORA: GRACIELE

    MATÉRIA : LÍNGUA PORTUGUESA











    A Raposa e o Macaco






    Numa grande reunião, entre todos os animais, que foi organizada para eleger um novo líder, foi solicitado que o Macaco fizesse sua apresentação. Ele se saiu tão bem com suas cambalhotas, caretas e palhaçadas , que os animais ali presentes ficaram alegres. entusiasmados, daquele dia em diante, resolveram o eleger como seu novo rei.
    A Raposa, que não queria votar no Macaco, estava aborrecida com os outros animais, por terem eleito um líder, muito desqualificado . Um dia, caminhando pela floresta, ela encontrou uma armadilha com um pedaço de carne. A raposa correu até o Rei Macaco e lhe disse que encontrou um belo tesouro, e que não podia tocar porque pertencia a sua majestade, que seria o Macaco.
    O Macaco , todo vaidoso com sua importância, de olho na presa sem pensar duas vezes, seguiu a Raposa até a armadilha. E tão logo viu o pedaço de carne preso a ela, estendeu o braço para pegá-lo, e assim acabou ficando preso. A Raposa, ao lado, deu uma gargalhada.
    "Você pretende ser um Rei," disse a raposa: , "mas é inútil !! você não consegue cuidar nem de você mesmo"
    Logo, que passou aquela cena , foi feita ,uma nova eleição que foi realizada entre todos os animais, para decidir a escolha de um novo líder .



    Moral da História:
    “O verdadeiro líder é aquele que consegue provar para si mesmo suas boas qualidades ,e para os que te enxergam de uma maneira positiva .”

    ResponderExcluir
  29. o sapo e a rã
    o sapo vivia sempre fugindo da rã,
    certo dia a rã chegou no sapo e disse;
    porque você vive sempre fugindo de mim,
    o sapo todo envergonhado disse:
    não e que eu vivo sempre fugindo
    de você, e porque eu gosto de você,
    e tenho vergonha de falar.
    A rã toda sem graça disse:
    Você não pode ter vergonha
    De falar o que você sente,
    Eu sinto por você a
    Mesma coisa que você
    Sente por mim,
    Depois disso o sapo e a
    Rã viveran felizes para sempre.
    Elton Felix Sanches

    ResponderExcluir
  30. Os Leões
    Em uma manhã de sol,havia um leão robusto bonito o mais charmoso de toda a selva ele era o mais adorado de toda africa o mãe africa ele era o mais rapido o que encantava a todos mais como sempre em todos os lugares desse mundo á sempre um vilã alguem querendo ser mais que o proximo alguem que pode ser sangue do sangue,alguem tão proximo mais com sangue no olhos para sugar dos de mais a força e até mesmo a vida para se dar bem então ta já escrevi isso demais vamos para a parte interessante da historia.
    O melhor Leão tinha muitos inimigos e o seu maior inimigo é seu proprio pai,seu pai um animal sem noção mal sabia o certo da vida mal sabia o que falava,falava sem pensar,agia sem pensar,e todos os terriveis acontecimentos do bando que era sempre o pai dele que plenejava,sempre um do bando morria e ninguem podia ajudar.
    Mas sempre o Leão mais amado estava tentando ajudar como podia fazia o bem para colher o bem, seu pai nunca botava fé em que ele fazia sempre era do contra mais o Jah Rastafari estava sempre em seu coração.
    E em uma certa manhã antes do sol tomar conta de todo o céu teve uma discussão...
    -Muitas diferenças,muitas verdades um falava para o outro mas o pai sempre achava que estava certo queria fazer das mentiras verdades mas para seu filho seu ele já estava desmascarado já não tinha mais nenhuma chance de ele convenser com mentiras e ele resolvel sair de casa bem longe quis viver sozinho por ai para pelo menos amenizar todos os aconteceimentos para esquecer e para ficar mais forte em seu ensinamento mas não aquele que seu pai ensinou mas sim o que JAH RAsTAFARI o ensinou e colocou em seu coração.
    DeyvidRastafari

    ResponderExcluir
  31. Escola Estadual Floriano viegas Machado
    Data: 02/06/2011
    Prof. Graciele Serie: 9° ano C
    Aluna: Samara N° 45

    Português
    Produzindo Fábulas

    Há coisas piores do que...

    Certo dia,um menina chamada Nicolly avisa sua mãe que haverá entrega de notas de boletim em sua escola. Mas sua mãe se esquece e Nicolly,pega seu boletim responsável por si mesmo.
    Nicolly,viu que as coisas não estava nem um pouco aceitável. Ao chegar em sua casa,escreve um bilhete para sua mãe que dizia:
    “ Mamãe querida sei que você não gostara nada do que esta escrito neste bilhete,mas vou ter que lhe contar,a senhora lembra daquela meu ex namorado cheio de tatuagens e percings que não lhe agrada nem um pouco...Então eu estou morando com ele na casa dos pais dele,... Quando puder eu ligo para dar noticias. Ah e tem mais uma coisinha,eu estou gravida dele de dois meses.
    Quase terminando de ler o bilhete a mãe quase desmaiava de desgosto,mas no final do bilhete dizia:
    “ Calma mãe,é mentira eu estou na casa da vizinha tomando tereré,eu só escrevi este bilhete para a senhora ver que existe coisas bem piores que as notas do meu boletim,que esta na primeira gaveta da comoda.
    Assim a mãe fico mais aliviada,mas ao mesmo tempo furiosa por causa do boletim da filha e do susto que ela lhe causou.

    Fim


    Moralidade: As vezes há coisas insignificantes que ao serem omitidas,não causam tanto receio quanto a outras ditas,que podem ferir..

    ResponderExcluir
  32. Os tigres e o leão

    Em um Safári da África tinha dois tigres muito amigos.Como a comida para alimentar seus filhotes um deles saiu para buscar alimento.
    Também nesse Safári havia um leão muito forte que não tinha pena de mata qual quer animal que fosse.Esse leão avistou o tigre e o atacou e o matou.
    Seu amigo foi atrás de vingança.Ao avistar o leão ele o provocou e deixou o leão muito nervoso que o atacou e matou ele também.

    Para que a vingança se o que aconteceu é passado e não volta atrás.

    ResponderExcluir

Deixe sua Mensagem!