quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Vestibular UFGD - 2011 - Conteúdo : Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Literatura


LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA
A – APRESENTAÇÃO
Tendo em vista o papel fundamental que a leitura em Língua Estrangeira tem na formação cultural,
acadêmica e profissional do estudante universitário, as provas do Processo Seletivo da UFGD visam a
avaliar a capacidade do candidato ao ler textos em espanhol ou inglês.
Entende-se que leitura não é meramente a decodificação das palavras do texto, mas,
principalmente, a compreensão da estrutura global do texto, da sua organização e do uso contextualizado
dos recursos da língua, assim como a busca da ideologia e da intencionalidade do(s) autor(es). Portanto,
espera-se que o candidato seja capaz de identificar a natureza do texto (narrativo, descritivo, informativo,
apelativo), inferir informações e significados, estabelecer referências textuais e relacionar elementos
linguísticos (palavras, frases e orações) com o texto e o contexto.
Quanto aos tipos de materiais selecionados, serão utilizados, preferencialmente, produções
autênticas pertencentes a gêneros diversos, cujos temas sejam pertinentes à realidade social, política,
econômica e cultural do mundo contemporâneo. Dessa forma, as provas poderão incluir, por exemplo,
textos científicos, literários, jornalísticos, publicitários, etc. As questões poderão ser formuladas em
português ou na respectiva língua estrangeira.
Em resumo, a prova de Língua Estrangeira do Processo Seletivo da UFGD terão por objetivo
fundamental avaliar a capacidade de o candidato ler textos no idioma escolhido de maneira proficiente,
demonstrando conhecimento instrumental da língua, capacidade de construção dos diversos sentidos do
texto, bem como capacidade crítica e reflexiva.
B – OBJETIVOS
A prova de Língua Estrangeira moderna terá a seguinte abrangência, quanto às habilidades
específicas e aos conhecimentos:
a) Habilidades específicas
Ler e interpretar textos em uma Língua Estrangeira que utilizem as linguagens verbal e não-verbal.
Estabelecer relações entre informações de signos verbais e visuais.
Coordenadoria do Centro de Seleção | Universidade Federal da Grande Dourados
71
Manual do Candidato Processo Seletivo PSV-2011/UFGD
Inferir significados com base no contexto.
Reconhecer, compreender e interpretar dados da Língua Estrangeira nos diversos níveis de sua
estruturação.
Identificar características e especificidades dos gêneros discursivos.
Fazer uso de diferentes estratégias de leitura.
b) Conhecimentos
Vocabulário básico da língua estrangeira.
Gêneros discursivos.
Fatores de textualidade.
Componentes estruturais da língua estrangeira.
60BLÍNGUA PORTUGUESA
I – COMPREENSÃO DE TEXTO, ANÁLISE DA LÍNGUA E REDAÇÃO.
A – APRESENTAÇÃO
A Universidade Federal da Grande Dourados, em seu processo seletivo, considera a linguagem,
tanto oral quanto escrita, como essencialmente de caráter social e interativo. Dessa forma, referenda o
estudo da língua que se dá como parte de um ato interlocutivo. Isso significa considerar que as situações
comunicativas, em que a língua é utilizada, e o contexto sociocultural de cada situação específica
contribuem para a produção e compreensão dos textos que permitem a interação entre os parceiros da
comunicação.
O texto é tomado como a unidade básica da linguagem verbal e da análise da língua. Como o texto
é produto de uma história social e cultural, constituído pelos interlocutores que o produzem em cada
contexto, logo só existindo na sociedade, o candidato ao Processo Seletivo é considerado um produtor de
textos. Por isso, espera-se que ele seja capaz de atuar, por meio de diferentes textos, nas diversas
situações que exigem o uso da linguagem, atentando para certos fatores específicos de cada ato
comunicativo. Dentre esses fatores, é imprescindível que o locutor construa seu texto e produza sentidos,
na interpretação, levando em consideração os seus interlocutores, o seu papel de locutor naquela situação
específica, o tema em questão, o gênero textual utilizado, o lugar e o momento da interação.
Diante dessas considerações acerca da linguagem e dos textos, fica incontestável a ideia de que a
funcionalidade dos discursos é que determina o "como" e "o que dizer". Toda e qualquer análise gramatical,
estilística e textual deve considerar a dimensão da lógica da linguagem como ponto de partida. Assim, a
linguagem verbal só pode ser analisada em seu funcionamento no ato comunicativo, considerando todos os
elementos implicados nesse ato. A ênfase na funcionalidade dos discursos requer, do candidato, a
competência para utilizar os conhecimentos lingüísticos nas diversas situações em que for requerido o uso
da língua.
a) Leitura e interpretação
Coordenadoria do Centro de Seleção | Universidade Federal da Grande Dourados
72
Manual do Candidato Processo Seletivo PSV-2011/UFGD
A leitura é um processo ativo de construção de sentidos. O sentido se constrói na interação do leitor
com o texto, sendo que este último estabelece um diálogo com outros textos. O candidato, nessa interação
com textos, deve ser capaz de fazer previsões e escolhas adequadas, de formular hipóteses que
resguardem o sentido dado pelas condições de produção do discurso, bem como de olhar para o texto de
forma crítica, ampliando os significados para além da palavra escrita. Diante dessa expectativa, os textos
selecionados para as provas de Língua Portuguesa (Compreensão de Texto e Gramática e Redação)
podem pertencer a gêneros diversos, com as mais variadas funções, envolvendo múltiplos domínios do
conhecimento. Logo, o candidato deverá ler, interpretar e analisar artigos de opinião de jornais e revistas,
propagandas e outros textos publicitários, artigos científicos e de divulgação científica, entrevistas, charges,
tiras, canções, etc. As questões da prova buscam avaliar a maneira como o candidato atua sobre o texto em
sua globalidade, reconhecendo como são articulados seus elementos linguísticos, a fim de reconstruir o
efeito de sentido criado no texto. Para alcançar o efeito de sentido de cada texto, o candidato deve
demonstrar sua capacidade de confrontar, defender, refutar, explicar as suas ideias e as do texto de forma
organizada, nos diferentes usos da linguagem, compreendendo e refletindo sobre as marcas deixadas na
superfície textual (a posição dos interlocutores, o contexto extraverbal, suas normas, de acordo com as
expectativas em jogo, a escolha dos gêneros e dos recursos apropriados). Compreender a língua, em
suma, é saber avaliar e interpretar o ato interlocutivo, julgar, tomar uma posição consciente e responsável
pelo que se lê e se escreve.
b) Produção escrita
É com a língua que as significações da vida assumem formas de romance, conto, crônica, artigo de
opinião, carta, editorial, etc. Pode-se falar, então, em adequação da linguagem a situações de uso. Dessa
forma, o candidato será avaliado na sua capacidade de usar os recursos linguísticos na produção de um
texto. Nas questões discursivas e na Redação, além do domínio dos recursos oferecidos pela língua, o
candidato deve demonstrar competência na leitura/interpretação e na escrita de textos, estabelecendo
relações entre a situação comunicativa, determinada pela prova, e os sistemas de conhecimentos que já
tem construídos.
Dentre os gêneros textuais existentes, a prova pode apresentar ao candidato opções para que ele
produza um artigo de opinião, uma carta de leitor, uma crônica jornalística, um conto, uma fábula, uma
crônica literária, etc. Assim sendo, conforme o tema e o gênero escolhido, o candidato deve ser capaz de
atuar por meio da linguagem para alcançar os propósitos dados pelo tipo de interação contemplado pelo
gênero e pela intenção do locutor frente a determinado interlocutor. É diante desses fatores que o candidato
poderá selecionar os recursos linguísticos para produzir os efeitos de sentido desejados naquele texto
específico. Em resumo, o texto produzido deve realmente servir para "comunicar" algo, a alguém, com uma
finalidade, num tempo e num espaço determinados.
Diante das expectativas em torno da leitura, interpretação, análise e produção de textos, a
Universidade Federal da Grande Dourados assume a concepção de que o uso da língua só pode ser social
e que o social leva a intricadas redes de significações. O uso depende de se ter conhecimento sobre o
dito/escrito, a escolha de gêneros e de tipos de discurso. Tais escolhas refletem conhecimento e domínio de
estratégias textuais, que são declaradas e que também ficam implícitas. O sucesso no uso da língua exige
que se escreva desta ou daquela forma, segundo este ou aquele modo/gênero. Nesse sentido, o estudo da
gramática passa a ser uma estratégia para compreensão/interpretação/produção de textos.
Coordenadoria do Centro de Seleção | Universidade Federal da Grande Dourados
73
Manual do Candidato Processo Seletivo PSV-2011/UFGD
B – OBJETIVOS
As provas de Língua Portuguesa: Compreensão de Texto e Gramática e da prova de Redação terão
a seguinte abrangência, quanto às habilidades específicas e aos conhecimentos:
a) Habilidades específicas
Descobrir o subentendido, o pressuposto, a ambiguidade, a ironia, as pistas dadas pelas vozes
discursivas nos diversos gêneros textuais.
Ler, interpretar e criticar textos pertencentes a diferentes gêneros discursivos, estabelecendo
relações com as diversas áreas do conhecimento.
Ler, interpretar e produzir textos que utilizem as linguagens verbal e não-verbal.
Reconhecer e usar diferentes recursos linguísticos na produção do texto escrito, para a criação do
efeito de sentido pretendido.
Reconhecer o caráter heterogêneo da língua portuguesa em suas variedades padrão e não padrão.
Produzir e interpretar efeitos de sentido nos textos por meio de marcas linguísticas e discursivas,
explícitas e implícitas.
Depreender nos textos a funcionalidade de diferentes gêneros discursivos e o seu contexto de
produção e recepção.
Reconhecer características e especificidades dos gêneros discursivos.
Produzir textos coerentes, considerando o papel de locutor, de interlocutor, o lugar e o momento da
interação verbal.
Estabelecer, na interpretação, a coerência textual, considerando o papel do locutor, de interlocutor,
o lugar e o momento da interação verbal.
Compreender e interpretar dados da língua portuguesa nos diversos níveis de sua estruturação, em
suas modalidades oral e escrita.
Reconhecer as diferentes funções da língua, oral e escrita, no uso cotidiano.
b) Conhecimentos
Concepções de linguagem, língua e gramática.
Níveis de linguagem.
Funções de linguagem.
Variação linguística
Características dos diferentes discursos (político, acadêmico, publicitário, narrativo, poético,
argumentativo, jornalístico, etc.).
Gêneros discursivos e sua funcionalidade.
Fatores de textualidade (coesão, coerência, intertextualidade, informatividade, intencionalidade,
aceitabilidade, situacionalidade).
Recursos argumentativos (metáfora, ironia, ambiguidade, voz de autoridade, citação, aspas,
operadores argumentativos, etc.).
Classes de palavras: estrutura, emprego e funções.
Processo de formação de palavras.
Coordenadoria do Centro de Seleção | Universidade Federal da Grande Dourados
74
Manual do Candidato Processo Seletivo PSV-2011/UFGD
61BLITERATURA BRASILEIRA
A – APRESENTAÇÃO
A literatura representa importante patrimônio cultural de uma nação. A leitura e a interpretação das
obras literárias que constituem tal patrimônio contribuem para o desenvolvimento da consciência críticoreflexiva
de um povo.
Com base nessa concepção, o programa de literatura brasileira tem, como eixo, a leitura, a análise
e a interpretação de obras de diferentes épocas e gêneros da literatura brasileira.
A ênfase recai na formação da literatura brasileira, do Período Colonial à contemporaneidade,
considerando os aspectos temáticos e os recursos expressivos de autores e obras representativos.
O conhecimento das tendências e características dos movimentos literários objetiva uma visão
crítica e global da literatura brasileira, estabelecendo relações com a história e a cultura nacional.
Com relação à indicação de títulos específicos, a intenção reside no aprofundamento da análise e
da interpretação da obra como um todo e não, apenas, de fragmentos de textos literários.
B – OBJETIVOS
As provas de Língua Portuguesa/Literatura Brasileira terão a seguinte abrangência, quanto às
habilidades específicas e aos conhecimentos:
a) Habilidades específicas
Ler, analisar e interpretar obras da literatura brasileira, relacionando contextos históricos e estéticoculturais.
Identificar os diferentes períodos da literatura brasileira.
Identificar e interpretar recursos estilísticos de autores e obras representativas da literatura
brasileira.
Estabelecer relações entre épocas, gêneros e autores da literatura brasileira.
b) Conhecimentos
A formação da literatura brasileira: da condição colonial à contemporaneidade.
Tendências e características dos movimentos literários na produção brasileira.
Os gêneros literários: lírico, dramático, narrativo.
Aspectos do romance, do conto, do poema e do texto teatral.
c) Obras Literárias Indicadas
José Saramago : Ensaio sobre a cegueira
Lygia Bojunga Nunes : Tchau
Manoel de Barros : Poemas rupestres
Mia Couto : Terra Sonâmbula
Rubem Fonseca : Pequenas Criaturas


Acesse o Conteúdo completo AQUI

Um comentário:

  1. Excelente esse material! Vc está de Parabéns!

    ResponderExcluir

Deixe sua Mensagem!