segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Texto Descritivo - Atividade Avaliativa 1º I

TEXTO NARRATIVO - DESCRITIVO  



Fonte

14 comentários:

  1. Uma viagem, um cenário
    CHUVA DE LAMENTAÇÕES

    Eram 10h35min, o sol se apresentava sem nenhuma nuvem que o impedisse de brilhar. Seu calor tocava no asfalto fazendo com que os pés descalços queimassem, brilhava intensamente fazendo com que os olhos sem proteção permanecessem fechados. Um dia com umidade baixa, fazendo com que a boca seca precisasse de água.
    Um lugar sem muitas árvores, mas com muitas casas, pessoas e animais de estimação. A família saia para curtir o sol, a praia e os amigos.
    Samanta, com apenas 18 anos, mais seus dois irmãos, John 15 e Conan 13 e seus pais, Britynei e Trevis descendentes de Alemães, precisavam de uma proteção maior para sua pele, um cuidado maior para não se queimar e não pegar doenças de pele.
    E no caminho, o que mais se desejava, era a chegada à praia. As paradas eram curtas para chegarem mais cedo ao destino.
    Logo perto do ponto de chegada, o pior aconteceu, o que menos se esperava o clima de sol brilhante, o calor que o corpo sentia, o sorriso que mostrava a felicidade e a ansiedade mudou.
    Quando olharam para o céu e sentiram uma leve brisa, todos os sentimentos, o de espera, de ansiedade, de alegria foram se acabando. O semblante mudou o sorriso já não estavam mais em seus rostos.
    Então os filhos já começavam a entristecer e lamentar o clima mudando, o sol já não brilhava mais, pois as nuvens cheias de água o cobriam e o que podia esperar era apenas uma tempestade.
    O cenário já não era mais o mesmo, era hora de voltar pra casa.
    O que consolava eram apenas as palavras de que no próximo fim de semana eles voltariam para a praia.
    E assim foi um dos finais de semana da família Chovallik, uma viagem feita, e um cenário desfeito.


    Alunos: Jefferson Amaral (21), Rodrigo Araújo (?)
    Série: 1 I Noturno

    ResponderExcluir
  2. Mudando Para a Europa
    Em uma cidadezinha chamada Florida Paulista não tinha muitos habitantes era uma cidadezinha que a maioria dos habitantes eram velhos no centro da cidade tinha uma loja com uma menina linda a mais bonita da cidade ela era tão bonita que ate foi chamada para desfilar em uma cidade vizinha naquela cidade tinha um olheiro bem qualificado que já havia descoberto vários talentos que haviam feito muito sucesso no Brasil e exterior aquele dia ele viu essa menina chamada Isabela quando ele viu não teve duvidas que aquela menina ia fazer sucesso aonde passasse logo ele foi conversar com os pais de Isabela logo a mesma já estava fazendo sucesso no Brasil.
    Alguns meses se passaram e surgiu um convite para Isabela desfilar na Europa chegando lá Isabela se depara com um ambiente que ela só avia visto por televisão era um lugar paradisíaco e ao mesmo tempo elegante.
    Era um local repleto de prédios e cercado de ceras ela ficou encantada com aquele local.
    Chegou o dia do desfile era em um local que era cercado de montanhas cobertas de neve com um lago logo ao centro dessas montanhas com uma passarela que levava logo ao centro do lago Isabela desfilou como nunca tinha desfilado e não demorou já estava em todas as capas de revista do mundo mais Isabela nunca esqueceu sua origem naquela cidadezinha no interior de São Paulo chamada Florida Paulista.

    Nome:Willian Eugenio N*40
    Serie: 1*i Noturno Viegas

    ResponderExcluir
  3. "As férias dos meus sonhos"

    Aquela seria realmente as férias que eu havia sonhado! Eu viajaria para Londres!
    Mal podia me conter de tanta ansiedade, afinal, sonhara com isso a vida inteira!
    Tudo começou quando andando distraidamente pela rua, olhando vagamente para os cartazes espalhados pelas avenidas e esquinas da cidade, meu olhar de relance vislumbrou um cartaz em especial: Concurso de redação! Prêmio: uma viagem para Londres com tudo pago e direito a acompanhante.
    Eu mal podia acreditar!
    Sempre escrevi muito bem redações, era minha grande chance. Imediatamente fiz a inscrição, redigi com capricho e consegui! ganhei aquela tão sonhada viagem!
    No dia marcado, lá estava eu, com minhas 10 malas básicas, e minha mãe me acompanhando. Cada instante era magnífico. Enquanto a viagem prosseguia tranquila, eu imaginava como era a cidade, as pessoas daquele lugar, como falavam, tudo era lindo e perfeito...
    Já haviam se passado quase uma hora de vôo, eu já estava cochilado, embalada naquele sonho que logo seria uma realidade, quando derrepente, ouvi ao longe, uma voz que sussurrava ao meu ouvido, me chamando para acordar, pois havia chegado a hora.
    Aos poucos despertei daquele lindo sonho, olhei em volta e...inacreditável! eu estava em minha cama deitada sobre uma revista de viagens, e minha mãe me chamava com um belo e meigo sorriso, para despertar e me arrumar para mais um dia de aula. Tudo não passou de mais um sonho, entre tantos outros já vividos anteriormente, que sempre acabam com um simples despertar para o mundo real.

    Lucas Silva Marin 1°ano I N°26

    ResponderExcluir
  4. Escola Estadual Floriano Viegas
    Prof ª Graciele Coimbra
    Aluno: Edson Raphael Alves Benites N°14 1°I


    Abandonando da cidade

    Manha de sábado. O sol esta entre as nuvens e a neblina ainda estava sobre a grama verde e três jovens em seus preparativos para a excursão que vão fazer em busca de aventura e adrenalina na selva.
    Então saíram em busca disso, grande engarrafamento da cidade os prenderam por muito tempo no transito.
    Eram dez horas e os jovens presos, sufocados, desesperados a arranjar um modo para fugir do transito infernal.
    De longe avistaram uma pequena estrada q os levava até um pequeno bosque q ninguém quase o visitava. Então pelo acostamento da rodovia passaram rapidamente até a rota.
    Uma hora depois avistaram o rio que passara cruzando o bosque e então ali montaram o seu pequeno acampamento. Era tarde da noite e não havia o que fazer. Como estavam cansados resolveram dormir e se preparar para o grande dia q viria.
    Amanheceu, levantaram e partiram rio acima procurando grandes corredeiras para praticar RAFITING.
    A tarde chega e os jovens satisfeitos com o dia que tiveram longe da cidade grande e então resolvem se preparar novamente para ida novamente para casa.
    Notaram então que a vida no campo não se trata somente de caipiras que não tem estudos, mais sim de uma vida calma e alegre que é.

    ResponderExcluir
  5. A viagem dos meus sonhos

    O meu sonho era viajar para o Rio de Janeiro, meus pais diziam que iria com eles se estivesse indo bem na escola. Chegado o dia da viagem eles me falaram que eu poderia ir, não contive tanta felicidade.
    Contei para todas minhas amigas. No mesmo dia minhas malas já estavam prontas, desde o momento em que saimos de onde morava ate o momento em que que chegamos no Rio de Janeiro foi tudo maravilhoso.
    Nós fomos de aviao, não tive muito o que olhar, mais não deixou de ser inesquecivel.Chegando no aeroporto fomos direto ao ponto de taxi. O aeroporto estava cheio, pessoas de varios lugares do mundo, linguas diferentes, estilos diferente, nada do que estava acostumada a ver no meu dia-a-dia.
    Fomos ao hotel em que iamos no hospedar, era tudo muito lindo, arrumamos nossas coisas e fomos direto a praia. Passamos o dia la. E foi assim durante uma semana. No dia de ir embora estavamos todos triste. Mas ano que vem voltaremos, quem sabe ate para outro lugar.


    Luciana Marques Silverio 1°I Noturno

    ResponderExcluir
  6. A viagem com a familia.
    Em uma quinta – feira á tarde em casa com familia Carol diz a sua mãe:Mãe estou com vontade de viajar para um lugar tranqüilo , longe da cidade , de todos os poblemas .
    Sua mãe responde : sim filha , eu também estava pensado em fazermos uma viagem com a familia passarmos o final de semana lá na fazenda do seu avó lá em mato grosso. O que você acha ?
    A Carol responde a sua mãe : Ah mãe fala com o pai então para nóís irmos ?
    Sua mãe responde :
    Sim filha , vou falar com ele hoje . chama umas amiga suas para ir também . Lá tem lugares lindos , rios maravilhosos e cachoeiras fantástica vocês vão adorar.
    No dia seguinte no café da manha seu pai diz a todos q estão a mesa : vamos ir a fazenda de seu avó hoje atarde passarmos o final de semana lá . Todos ficam felizes , Carol se levanta da mesa e sai para arrumar as suas coisas e liga para as amigas e diz : vamos meninas para a fazenda do meu avó ?
    E todas as amigas dela aceita convite.
    No sábado de manhã todos estão prontos para ir .
    Chegando lá na fazenda a Carol e as suas amigas ficam encantada com a paisagem da fazenda. E sai correndo para conhecer a fazenda.
    O pai da Carol guarda as coisas na casa e vai cumprimentar os pais de sua mulher seu João e Dona Maria Seu João e Dona Maria ficam super felizes pois desde o Natal de 2009 eles não vão visitar,chegando lá a família de Carol adorarão pois estava muito deferente o lugar cheio de rebanhos muitos rios cheios de animais e muitas cachoeiras.
    A Carol e suas três amigas Ana, Beatriz e Raiane foram para a cachoeira tomaram banho até na hora do almoço , sua irmã Isabel vai chamar pra almoço na hora do almoço sua vó faz sua faz uma surpresa ela fez uma lasanha que a Carol adorava e uma sobremesa que ela adorava bolo de chocolate.
    Já no finalzinho do domingo elas estavam triste por deixar a fazenda e ter que voutar para a cidade..
    Antes de eles irem a Carol diz a sua avó que adorou te passar o final de semana com eles.
    Umas 17 horas da tarde eles voutam para a cidade ..
    Na estrada todos conversam e dizem que adorarão a te ido la na fazenda.
    No dia seguinte no café da manha a sua mãe pergunta a Carol : filha voce matou a vontade de passar um final de semana em uma fazenda. Ela diz :sim mãe eu amei obrigado por te pedido para o pai te levado a gente.

    nome : maiara e regina serie:1°i numeros :27-32

    ResponderExcluir
  7. Débora e Alexandre22 de setembro de 2011 22:18

    Um dia em família.

    Segunda-feira, a família Benacci de origem da cidade de Roma da Itália, começa mais uma semana de trabalho.
    O cabeça da família o Sr. Robsen Benacci, é formado em direito em uma das maiores faculdades de seu país. Sua mulher Sra. Madalena Benacci é professora em uma escola pouco conhecida na sua cidade. Eles deram origem a dois filho de sexos opostos, Lucca Benacci e Débora Benacci. Débora tem quinze anos e cursa o primeiro ano do ensino médio, já seu irmao tem apenas 2 anos e ainda fica no colo de sua mãe.
    Robsen era muito ocupado pelo fato de trabalhar no sistema politico de seu país, e trabalhava até mesmo nos domingos, tendo assim uma certa distância de sua família, Madalena mesmo com o fato de trabalhar em uma escola pequena era muito ocupada com seus alunos. Seus filhos gostariam de apenas um dia com seus pais, e sempre os pediam uma viagem em um lugar onde Robsen e Madalena podiam enfim dar atenção, carinho e amor.
    O casal então depois de ver que seus filhos estavam com aparência triste,e eles com uma situação financeira boa, resolveram então fazer viagem para a cidade do Rio de Janeiro no Brasil.
    Robsen e Madalena enfim pegaram um dia de folga em seus trabalhos e partiram com seus filhos para o Brasil.
    Começaram a viagem e passaram por paisagens lindas que eram totalmente diferente de sua cidade.
    Os filhos ficavam encantados com a vista do Rio de Janeiro, e o que mais lhe chamavam a atenção foi o cristo redentor e a história que o acompanhava. Uma estatua gigantesca que é considerada o protetor, a família resolveu entrar no Cristo e lá de cima observava os morros, as montanhas verdes, e tiravam muitas fotos.
    Se divertiram muito nas praias a paisagem era exuberante aos olhos deles,os peixinhos, as barracas de água de coco.
    E assim puderam aproveitar uns aos outros e finalmente tiraram as férias em família.
    E para encerrar o dia no Rio de Janeiro provaram as comidas tipicas da cidade, a feijoada foi uma delas.
    E assim tiraram as férias tão esperadas.

    ResponderExcluir
  8. A viagens inesquecível
    A viagem em que eu a minha amiga Daiane, realizamos no mês de novembro do ano passado, no dia dezoito foi muito divertido: pois viajamos
    para Londres, onde conhecemos vários lugares, muitos famosos e lindos, conhecemos teatros o museu e depois passamos na praça central de Londres, onde encontramos Caio Castro um jovem de cabelos castanho
    de olhos castanho claro da pele bronzeadas conversamos muito,tiramos varias fotos, conhecemos um pouco mais sobre sua vida de ator, e sua vida pessoal depois fomos convidadas para um jantar muito especial em uns dos restaurantes mais caros de Londres.
    O restaurante em que fomos havia muitas pessoas, onde passamos a ser o ponto das atenções passamos a ser entrevistadas pois as pessoas achavam
    que nos também eramos famosas.
    Também tivemos que tirar fotos com varias pessoas, em que ao mesmo tempo perguntavam pela nossas vidas, queriam saber se atuamos em novelas atuais ou filmes
    Enfim essa viagem foi inesquecível, porque nos divertimos muito. Passamos pela ponte, e fomos para o hotel onde descansamos pelo lindo dia de diversão.


    Alunas: Natália Soares Lins
    Daiane Gomes Dos Santos
    N°29 e 09

    ResponderExcluir
  9. caroline de oliveira22 de setembro de 2011 22:29

    A viagem a Santa Catarina
    Bom a Viagem a Santa Catarina foi incrivél
    aconteceu nas férias de janeiro do ano 2010 ,
    uma semana , na cidade Itapema incluindo café da manhã,
    almoço,janta.

    Detalhe uma excursão organizada pela minha tia
    foi muita gente de toda profissão como por exemplo :
    professor,enfermeira,cozinheira etc...
    Dentro desta viagem além de estar incluindo a alimentação
    foi incluido também passeio a cidades vizinhas da que nós estavamos Florianópolis,Camburiu,Praia das Laranjeiras entre outros.
    Nós tivemos sorte porque todos nós fomos com o objetivo de ir para praia , e não choveu nem um dia que ficamos lá só deu uma garoa mas nada que podes-se tirar o sol e o clima quente que estava , conheci bastante de gente fiz muitas amizades com gente daqui que não conhecia e com gente de lá mesmo.

    Eu já havia conhecido a praia mas junto com a gente foi uma prima minha que nunca viu a praia nossa foi uma emoção em tanta, ela ficou muito feliz pela oportunidade de conhecer algo que ela sonhava.
    E pra mim foi mais um descanço porque estava de férias , e no ônibus
    foi bastante jovem , adolescente, crianças foi muita família foi uma viagem tranquila sem brigas, sem desentendimento foi só alegria .
    Fizemos um passeio maravilhoso andamos de barco, e não era um barco qualquer era o barco dos piratas onde a gente passava por pequenas ilhas e eles contava sobre cada monumento histórico da cidade , foi uma viagem de mais ou menos 30 minutos até chegar a outra praia onde iriamo descer ,
    a praia das Laranjeira conhecemos aquela praia com a agua gelada, super funda parecia que tinha um poço nela mas enfim uma praia com bastante turistas de diferentes estados e até países.
    Para retornamos na cidade que estávamos fomos de teleférico .
    Até que voltamos para nosso Hotel , nós ficamos na ponta da praia porque tinha muitas crianças com a gente, daí quem quisesse ondas tinha que andar mais pra frente da praia onde chamava Meia Praia , lá na Meia Praia tinha vários Shopping um ao lado do outro era cada um mais lindo do que o outro.
    Mas o nosso sonho estava se acabando tivemos que voltar embora para nossas casas
    só ficou na nossa memória e nos albums de recordação , saudades mas muitas saudades espero voltar lá de novo no começo do ano de novo e poder rever as pessoas que conheci.

    ResponderExcluir
  10. caroline de oliveira22 de setembro de 2011 22:30

    Caroline de oliveira numero 50 série 1° I

    ResponderExcluir
  11. jocicleia matias de azevedo22 de setembro de 2011 22:31

    O fim de semana no Rio
    A sexta feira já estava chegando,e Dona Lourdes e Seu Lourival estavam ansiosos para visitar o filho Ramon,e conhecer sua família no Rio de Janeiro.
    Velhos já,meio caducos,porém um casal inseparável,sempre juntos,dona Lourdes loira,baixa e gordinha,seu Lourival moreno,mais enxuto,não aparentava a idade,abraçados no aeroporto esperando para a primeira viajem de avião da vida dos dois,rumo ao Rio de Janeiro.
    Depois de 4 horas de voo,chegaram a seu destino,ficaram impressionados com a grandeza da cidade,e já avistaram,com um grande sorriso,Ramon,o filho do casal,junto a sua família,sua mulher e seus dois filhos.
    No mesmo instante,Dona Lourdes,que já observava seus netos,notaram a semelhança entre eles e o pai,magros,cabelos cacheados,pele clara,porém queimada do sol,e sua esposa, que não deixa de ser carioca, morena cabelos pretos tingidos, efeito de chapinha, calça, blusa tomara que caia
    e rasteirinha. Depois de conversarem sobre a semelhança entre eles, seguiram em direção ao carro que não estava muito longe da saída, pois o estacionamento era pequeno porem muitos carros ali estacionados, meio apertados pelo tamanho do estacionamento, resolveram só entrar dentro do veiculo só depois de sair dali. Abriram as janelas do carro, e seguiram para a casa de Ramon, durante o caminho resolveram passar por lugares famosos como a praia de Copacabana que como sempre estava com muita gente, tanto correndo como aproveitando o sol, que estava quente. Chegando na casa de Ramon, observaram que ali não era calmo, muita musica homens cantando, crianças jogando bola e mulheres conversando. Sairão do carro que era preto com caixas de som em sua traseira, muitos CDs na frente onde se dirigia e uma garrafinha de água junto aos chicletes. Ao entrarem na casa se dirigia a sala modesta mais caprichosa quadros um jogo de sofás e televisão na estante depois foram logo para o quarto de hospedes e guardaram suas roupas, depois descansaram na cama de casal com lençóis de cor amarela e travesseiros. Quando acordaram ligaram para a babá para cuidar das crianças, se arrumaram e sairão para um jantar á
    noite. Depois de se divertirem muito, voltaram para a casa, dormiram e no outro dia foram curtir a cidade.

    Nome: Jocicleia M. Azevedo, n°45 1i
    Fabio Marcello, n° 18

    ResponderExcluir
  12. O fim de semana no rio

    A sexta feira já estava chegando,e Dona Lourdes e Seu Lorival estavam ansiosos para visitar o filho Ramon,e conheçer sua família no Rio de Janeiro.

    Velhos já,meio caducos,porém um casal inseparável,sempre juntos,dona Lourdes loira,baixa e gordinha,seu Lorival moreno,mais enxuto,não aparentava a idade,abraçados no aeroporto esperando para a primeira viajem de avião da vida dos dois,rumo ao Rio de Janeiro.

    Depois de 4 horas de voô,chegaram a seu destino,ficaram impressionados com a grandeza da cidade,e já avistaram,com um grande sorriso,Ramon,o filho do casal,junto a sua família,sua mulher e seus dois filhos.

    No mesmo instante,Dona Lourdes,que já observava seus netos,notaram a semelhança entre eles e o pai,magros,cabelos cacheados,pele clara,porém queimada do sol,e sua esposa, que não deixa de ser carioca, morena cabelos pretos tingindos, efeito de chapinha, calça, blusa tomara que caia

    e rateirinha. Depois de conversarem sobre a semelhança entre eles, seguiram em direção ao carro que não estava muito longe da saida, pois o estacionamento era pequeno porem muitos carros ali estacionados, meio apertados pelo tamanho do estacionamento, resolveram so entrar dentro do veiculo so depois de sair dali. Abriram as janelas do carro, e seguiram para a casa de Ramon, durante o caminho resolveram passar por lugares famosos como a praia de Copacabana que como sempre estava com muita gente, tanto correndo como aproveitando o sol, que estava quente. Chegando na casa de Ramon, observaram que ali não era calmo, muita musica homens cantando, crianças jogando bola e mulheres conversando. Sairam do carro que era preto com caixas de som em sua traseira, muitos cds na frente onde se dirigia e uma garrafinha de água junto aos chicletes. Ao entrarem na casa se dirigia a sala modesta mais caprichosa quadros um jogo de sofas e televisão na estante depois foram logo para o quarto de hospedes e guardaram suas roupas, depois descansaram na cama de casal com lençois de cor amarela e travesseiros. Quando acordaram ligaram para a babá para cuidar das crianças, se arrumaram e sairam para um jantar á

    noite. Depois de se divertirem muito, voltaram para a casa, dormiram e no outro dia foram curtir a cidade.


    Nome: Jocicléia M. Azevedo, n°45 1i

    Fabio Marcelo, n° 18

    ResponderExcluir
  13. Uma viagem inesquecível:

    Certo dia as 9:30 eu estava em minha casa mexendo no meu msn e logo em seguida minha madrinha chegou e ela me disse se eu queria ir para praia na cidade de Guaratuba eu fiquei muito entusiasmado com essa noticia , mas primeiro perguntei para minha mãe se eu poderia ir ai ela ficou surpresa com a noticia ,no começo ela não queria deixar eu ir , mas no dialogo eu e a minha madrinha convencemos ela a deixar eu ir para praia , fui para meu quarto e arrumei minha mala,assim que terminei , despedi da minha mãe e dos meus irmãos e fomos viajar eu e minha madrinha.
    Na longa viagem e muito cansativa, foi compensada quando chegamos na cidade maravilhosa de Guaratuba, tivemos que procurar um hotel para passar os dias que ficamos na cidade.
    No dia seguinte nós fomos para praia e passamos um dia incrível, e depois que nós saímos fomos dar uma volta na cidade para conhecer, e o que me chamou a atenção foi numa feirinha que tinha de tudo por la, andando por ali avistamos uma barriquinha de sorvete italiano e la tomamos um milk shake ,e depois que deliciamos um bom sorvete fomos embora para hotel e la nos arrumamos para ir a praia, por que fomos convidados para um luau só que eu não imaginava que nesse luau encontraria uma bela moça que se chama Bruna dos cabelos loiros dos olhos azuis de 1,65 de altura por qual me apaixonei e neste luau dançamos nos divertimos , e quando acabou a festa eu a chamei para sair, mas infelizmente ela me disse que já era compromissada e eu fiquei muito chateado com a resposta dela e no fim disso tudo eu fui para o hotel entristecido por que no dia seguinte teria que ir embora para minha casa.
    Logo cedo arrumamos as malas eu e minha madrinha e pegamos a estrada de volta para casa, e no caminho minha madrinha percebeu que eu estava meio triste e perguntou o por que eu estava triste eu respondi que era por causa da moça que conheci no luau ela me disse que isso ia passar e que eu conheceria uma pessoa melhor, daí por diante eu continuei a viajem como eu não a tivesse a conhecido, chegando em casa eu abracei minha mãe e disse que estava com saudade e como eu a amo.


    Nomes :Washington, juliano. N°38, 48
    1°I Noturno

    ResponderExcluir
  14. Aluno; Robson
    SERIE; 9 C
    N;53
    MINHA VIOLA?
    AMANHECEU PEGUEI MINHA VIOLA BOTEI NA SACOLA E FUI VIAJAR QUANDO OLHEI PARA TRAS NÃO O A VI MAIS QUANDO CHEGUEI NA FAZENDA LA FALEI ONDE ESTAS VIOLA MINHA VIOLA QUE TOCAVA TODOS OS DIAS QEM SABERA DE MINHA VIDA VIOLA QUERIDA.

    ResponderExcluir

Deixe sua Mensagem!